Reflexão

Recados da espiritualidade…

Há tempos atrás quando vinha a mente idéias ou frases prontas, pensava o que é isso Regina, ta doida? E não dava importância…

Do nada começo cantarolar uma música antiga que não lembrava da tradução só reconheci a voz do Elton John.

Hoje pouco mais sintonizada com a espiritualidade entendo claramente o recado.

Devemos estar atentos e abertos aos sinais que o Universo/Deus nos envia. Eles podem vir de várias formas:

Em conversa com amigo;

Um frase pronta pelas redes sociais;

Uma música que toca o coração profundamente;

Alguém lhe bate a porta seja por qual motivo for;

As intuições que chegam fazendo você ter a certeza de que não está sozinho, jamais…

 

 

 

 

Anúncios
Reflexão

Natal…

christmas-3015973_960_720

A energia do Natal é contagiante isso ninguém pode negar. Nos reporta a reflexões com aquelas músicas natalinas que te perguntam: – então é natal e o que você fez??

E vemos sempre que poderíamos ter amado mais, perdoado mais, estar junto do amigos e familiares ao invés de usar o whats/rede sociais. São várias questões que podemos mudar e ser mais feliz. Usar nosso tempo com o que realmente tem valor. Mandar embora pensamentos de culpa pois nossa vida é um livro a ser escrito todos os dias, e nós somos os escritores da nossa história, não depende de Deus mudar o fim do livro.

Vamos refletir todos os dias sobre isso, não só no fim de ano, quem garante que teremos um próximo Natal vivos na terra?? Quem garante que não desencarnamos antes disso. É chegada a hora de repensar nossos valores.

Será mesmo suficiente dar presentes, doar brinquedos e alimentos ao “pobres”?Podemos fazer muito mais.  Isso não nos isenta da responsabilidade de sermos HUMANOS melhores todos os dias em todos os lugares com todos os seres vivos.

É muito pouco sermos bons em datas comemorativas, temos o dever ser cada dia melhores. Se estivermos atentos veremos as oportunidades durante o decorrer de nosso dia no trânsito, no trabalho e no nosso lar.

Desejo que o verdadeiro sentimento envolvido na palavra NATAL chegue até você e todos os seus.

Amor e Luz sem pre

 

Reflexão

Dia de Finados

o-dia-dos-finados-celebrado-no-dia-02-novembro-desde-idade-media-562167dba846f

Não tenho o hábito de ir ao cemitério, compartilho um pouco do que aprendi sobre o assunto.

No capítulo VI do Livro dos espíritos vemos passagem esclarecedora sobre este dia, da pergunta 320 a 329. Escolhi uma delas para explanar…

323 – A visita ao túmulo dá mais satisfação ao espírito do que uma prece feita em sua intenção?

  • A visita ao túmulo é um modo de manifestar que se pensa no espírito ausente: é a imagem. Já vos disse: é a prece que santifica o ato de lembrar; pouco importa o lugar, se ela é ditada pelo coração.

Existe espíritos que são lembrados apenas neste dia, então a homenagem de seus familiares é de grande valia. Porém sabendo da vida após morte do corpo físico, entendemos que estamos apenas um pensamento de nossos entes queridos. Não precisamos ir ao cemitério para visita-los. Muitas vezes eles nos visitam, basta estarmos abertos para isso. Abertos para irmos ao seu encontro (quando possível, a comunicação é de lá para cá) e também para recebe-los. Precisamos aceitar a vida espiritual e conviver com ela, assim estaremos mais próximos daqueles que amamos e que já descartaram o corpo físico.

 

 

Autoconhecimento

Obsessão, eis a questão

obsesso-e-desobsesso-1-638

Quando ouvimos falar de obsessão, vem a mente situações de grande opressão e medo. Lembramos casos de revolta em relacionamento amoroso, alguns resultam em crimes passionais. Há obsessão de desencarnados para encarnados e ainda de encarnados para os desencarnado.

Seja qual for a nossa perca, ou desejo muito forte por algo, pode resultar em processo obsessivo:

Familiar  que falece e não conseguimos mais viver sem a presença física por amar demais;

Um relacionamento terminado que nos coloca em posição de vítima e não aceitamos a situação, querendo retomar a qualquer preço;

Um cargo no trabalho tão almejado que te faz tomar atitudes ilícitas para consegui-lo;

Um trabalhador (a) que deixa de ter momentos de lazer com a família, que não cuida da sua saúde em prol do seu trabalho;

Alguém te prejudica e você perde o sono pensando em como dar  troco;

O pai ou mãe que não deixa o filho (a) viver ou correr riscos por medo de seu sofrimento;

Isso sem contar obsessão/compulsão corriqueira que passa ainda mais desapercebida no dia a dia como as redes sociais, aparelhos eletrônicos, comida, sapatos, carro, maquiagem …enfim, são tantos atrativos que desviam nossa atenção do que realmente tem importância.

Estejamos atentos a nossas atitudes para não sermos obsessores de coisas ou pessoas.

Relato Projetivo

Sonho lúcido virando projeção

IMG_20161123_234421

 

Acordei as 4:50 lembrando de uma amiga (Gil) que passa por problemas com a família. Pensava se seriam problemas espirituais, já que ela tem mediunidade mas não trabalha com isso.  Adormeci falando aos bons amigos espirituais que a amparassem no que fosse necessário, demorei mas dormi…

………………..

Estava falando com a Gil, lembro de dizer a ela que daqui nada levamos, o caixão não tem gavetas. Levamos conosco o que aprendemos e a consequência de nossas atitudes. Não lembro o que ela me disse. Comentei com outra amiga, a Mel e mais um grupo de pessoas sobre as dificuldades da Gil, de ela não estar bem, que não sabia como ajudar, só podia orar por ela.

………………..

Levantei percebendo que as luzes da casa estavam acesas, pensei que estranho eu apaguei tudo antes de dormir. Vi que tinha duas luminárias caídas em cima das cobertas na cama, tentei arrumar mas estavam emboladas. Vim para a cozinha apagando as luzes quando avistei um equipamento que os dentistas usam (aquela parte ontem tem a lâmpada) se movendo sozinho, pensei que poderia ser algum desencarnado que estivesse com a Gil querendo me assustar, e uma lâmpada que tinha acabado de apagar, ascendeu. Falei: – É uma palhaçada isso! Senti uns cutucões nas axilas, me fazendo cócegas falei: – Pode parar! Um abraço por traz colou em mim, mostrando as mãos, vi as minhas a princípio mas prestei atenção nos detalhes dos dedos e unhas e vi ser as mãos do Ro, neste momento cobrei minha lucidez puxando meu dedo e disse: -Estou projetada. Virei-me de frente para ele em euforia, o abracei dizendo: – Oi meu bem que saudades de você! Como você esta? E ele me disse: – Estou bem graças a Deus!

Senti o encaixe no corpo, fiquei assimilando a experiência, acalmando as batidas do coração que pareciam querer saltar para fora do peito e em seguida o relógio despertou as 7hrs.

 

………………..

Experiência maravilhosa que aguardava a muito tempo.

Como demorei para perceber estar projetada, foram vários sinais de incongruência e eu alienada.

Venho trabalhando a mente para que quando eu estive com o Ro eu saber estar projetada para ter uma conversa lúcida com ele. Bom nem de longe foi uma conversa, porém controlei por um segundo a emoção, consegui perguntar e trazer a vivência para o registro. Só tenho a grata por isso.

 

 

 

Livros

A Casa do Escritor – O Vôo da Gaivota

Patricia_2_em_1

Um livro duplo cheio de amor e luz…

O vôo da Gaivota, nos relata as novas aventuras e responsabilidades de Patrícia. Histórias que nos fazem refletir.

Diferentes ponto de vista onde cada personagem vislumbra o mundo espiritual de acordo com a sua evolução. O que é lindo e maravilhoso para uns, a outros é horrível.  A rotina dos espíritos demonstra disciplina e amor, trabalho em auxilio dos semelhantes pelo prazer em servir.

Aprendizado com visita a reuniões espíritas, acompanhando desencarnações e resgates no umbral (Túnel Negro).

O sentimentos de vingança e remorso consomem encarnados e desencarnados.

Temos exemplos de que os laços de amor não se rompem com a morte do corpo físico. Os desencarnados querem ajudar aqueles que ficaram aqui na terra e ou ainda ajudar aqueles familiares desencarnados perdidos, seja por qualquer motivo.

A Casa do Escritor última obra de Patrícia, nos conta que ela vive numa colônia de estudos fazendo o que ama que é estudar e lecionar.

Nesta obra ficamos conhecendo várias colônias de estudo.

Patrícia e outros desencarnados fazem curso para aprender a transmitir mensagens para médiuns psicógrafos. Projeto para incentivar a escrita de livros edificantes. Fazem visitas a escritores e editoras, observando existir também um apoio contrário dos desencarnados pelas boas obras.

Patrícia nos conta vivências de vida passada, a qual foi auxiliada a recordar por Frederico, seu companheiro na vida anterior.

Aprendemos que estudo e trabalho é constante. O que aprendemos nos fazem que somos.

Espiritualidade

Telepatia

hqdefault

Telepatia
  1. substantivo feminino
    para comunicação direta e a distância entre duas mentes, ou conhecimento, por alguém, dos processos mentais de outrem, além dos limites da percepção ordinária.

Muitas vezes ocorre conosco de pensarmos em alguém em seguida ela ligar ou a encontramos sem nada combinado. Isso ocorre devido estarmos conectados de alguma forma naqueles instantes.

Essa comunicação pode ocorrer também com os desencarnados.

Estamos a distância de um pensamento daqueles que amamos e também dos que não gostamos, esteja ele em qualquer lugar, mesmo fora desta dimensão.

Hoje fui ao velório,  familiar de uma grande amiga desencarnou, o ambiente estava calmo, muitos em oração. No momento em que iniciaram um cântico, o qual não conheço mas a energia era muito boa, senti perfeitamente a presença do Ro, que transmitiu a repassar um abraço a nossa amiga.

“Um tipo assim: Tamo junto! Ta tudo bem!”

Mais uma vez não contive a emoção e as lagrimas caíram. Aguardei o término do cântico para transmitir o recado.

Sou profundamente grata por isso. Cada vivência, experiência acordada ou dormindo comprova a continuação da nossa vida.  Somos espíritos numa passagem terrestre.